quinta-feira, 25 de junho de 2009

SE GOSTAS DE ARQUEOLOGIA.....





                  SE GOSTAS DE ARQUEOLOGIA                                

Numa região conhecida pelas planicies douradas, monumentos desde a Pré-história até ao periodo romano são paragens obrigatórias.
Tudo começa perto de Évora.As gravuras rupestres da Gruta do Escoural e o enigmático Cromeleque dos Almendros vão transportá-lo no tempo até aos primeiros povos de há 25000 anos.
Siga por estradas secundárias e seja surpreendido pela vila romana de São Cucufate, no meio de sobreiros e azinheiras, a dois passos de Beja, as ruinas de Pisões; perto de Ourique faça o circuito de Castro Cola; em direcção à costa não deixe de conhecer as ruinas da cidade romana de Miróbriga.
_______________________________________________________                   

                   PASSEIOS PELA PRÉ HISTÓRIA

Destino imperdível para os amantes de arqueologia, o Alentejo reune o maior conjunto de dólmenes e menires de toda a Peninsula Ibérica, especialmente nos distritos de Évora(onde estão referenciados mais de 150 monumentosmegaliticos) e de Portalegre.

Faça um circuito pela pré história e visite o Cromeleque dos Almendros(um dos mais relevantes monumentos da género na Europa) e a Anta Grande do Zambujeiro(o maior dolmen de Portugal), ambos em Évora, e o Menir de Meada, o mais alto da Peninsula Ibérica,com sete metros acima do Solo, em Castelo de Vide.
__________Do Alentejo-Roteiro 27/03/2015
______________________________________________________

                                ROMA NO ALENTEJO


O periodo romano no Alentejo iniciou-se no sec.II a.C e prolongou-se até à queda do Imperio no Sec. V

Os vestigios deste periodo podem visitar-se em e a partir de nucleos urbanos.
No eixo Marvão-Alter do Chão-Monforte, veja a Civitas de Ammaia(S.Salvador de Aramenha,Marvão); a ponte de Vila Formosa(estrada Alter do Chão-Ponte de Sôr); a vila de Torre de Palma(estrada  Monforte-Cabeço de vide); e o Núcleo Museológico da Igreja da Madalena(Monforte)
Em Évora, a muralha romano-godo-àrabe, o Templo Romano, as Termas dos Paços do Concelho, o Arco de D.Isabel e a casa de Burgos(Centro Histórico); fora da cidade, as Termas da villa de Tourega(estrada de évora-Alcáçovas).
Entre Alvito, Vidigueira, Cuba e Beja, a ponte de Vila Ruiva(estrada Vila Ruiva-Albergaria dos Fusos) e a villa de S.Cucufate e Casa do Arco(Vila de Frades).
Em Beja, as Portas de Évora e de Avis, os gigantescos capiteis junto ao Museu Regional e o Núcleio Museologico Romano da Rua de Sembrano, onde se encontram também importantes vestigios da Idade do Ferro.
Entre Beja, Castro Verde e Mértola, a villa de Pisões(estrada Beja Aljustrel, junto a Penedo Gordo); o Museu da Lucerna (Castro Verde); e o Núcleo Museológico Romano (Mértola).
No Litoral, a Estação Arqueológica de Miróbriga(Santiago de Cacém) e a Cripta Arqueológica do Castelo(Alcácer do Sal), localizada nos subterrâneos do Antigo Convento de Aracoelil

 Artigo do Guia Turistico-O Melhor do Alentejo

24/03/2015
----------------------------------------------------------------------------

  PASSEIO ARQUEOLÓGICO
Existem no concelho inumeros testemunhos deixados ao longo de 5 mil anos de presença de povos de várias proveniencias. A prová-lo está uma das maiores referências arqueológicas do sul do pais, o povoado fortificado de Castro Cola, ocupado até ao Sec XIV d.C., que tudo indica, tewrá sido construido no Sec.VIII d.C.
A importância deste vestígio histórico justificou, da parte do Ministério da Cultura, a instalação do Circuito Arquitectónico da Cola, do qual fazem parte os pequenos tumulos colectivos de Fernão Vaz I e II, um achado com estrutura megalítica construido por comunidades agro-pastorais do III Milénio a.C..
No Castro Cola. a 8 de Setembro, decorre a romaria em honra de Nossa Senhora da Cola.
Da idade do cobre, está referenciado o pequeno povoado do Cortadouro, composto por cabanas simples rodeadas por uma muralha de pedra, onde se encontra o túmulo colectivo da Vila Velha. Podem ser observadas as necrópoles de Alcaria I e II, datadas da Idade do Bronze. Existem vestígios de pequenos povoados do periodo do Ferro, como o do Porto das Lajes e Fernão vaz. 
(Da Revista Portugal Turistico do Jornal "Publico" do dia 22/7/2000)
_____________________________________________________

O MENIR DA ROCHA DOS NAMORADOS






Localiza-se na fréguesia do Corval.
Trata-se de um "menir" constituido por um bloco de granito natural com cerca de 2 metros de altura, que apresenta uma forma semelhante à de um cogumelo, ou de um útero.
Esta rocha está associado um secular rito pagão de fertelidade, que consiste em: as raparigas em idade de contrair matrimónio, vão consultar a rocha,para saberem quanto tempo ainda falta para se efectivar o casamento. Para esse efeito atiram para cima do menir uma pedra. Se essa pedra não ficar em cima da rocha e cair ao solo, representa que têm de esperar mais um ano para o casamento.

(de: Alentejo Magazine)


______________________________________________________

MIRÓBRIGA 


Cidade ,romana implantada sobre um povoado da Idade do Ferro, situa-se ligeiramente a Sul de Santiago de Cacém, num ponto alto. Tem a curiosidade de ser o único vestígio arqueológico da época onde se consegue reconhecer o traçado do hipódromo. Um centro de interpretação e um circuito de visita valorizam o local.
Miróbriga era o mais importante centro urbano antigo na Costa Alentejana e a sul de Salacia(Alcacerdo Sal).A sua importância provem da sua localização, por um lado a meio caminho entre Salacia e Lacobria(Lagos) e por outro, um elo de ligação entre o porto de Sines e Pax Julia(Beja).
A ocupação local remonta aos Sec. IX ou VIII a.C, embora as estruturas romanas visíveis datem de meados do Sec. I d,C,

-------------------------------------------------------------------------------                                   ------------------------------
Miróbriga foi habitada pelo menos, desde a Idade do Ferro até ao Séc-IV d.C. e conheceu o seu maior desenvolvimento no Periodo Romano.Na zona mais elevada foi erigido o fórum, no centro do qual são visíveis dois templos, eventualmente dedicados aos cultos Imperial e de Vénus. Numa das zonas mais conservadas do complexo, destacam-se as termas. Afastado do centro encontra-se o hipodromo, o único do género conhecido em todo o pais.
Dispõe de um Centro de Acolhimento e Interpretação e Loja.

______Artigo de O Melhor do Alentejo-Guia  de Turismo 25/03/2015

______________________________________________________                                    __________________
POVOADO DE CASTRO COLA

No concelho de Ourique existe o Povoado de Castro Cola-Uma herança muçulmana muito interessante de traços cristãos do Sec X a XIII
O Castro Cola classificado como monomento Nacional em 1910, constitui uma das mais importantes estações arqueológicas existentes no nosso país.revelando vestigios ocupacionais desde o Neolitico até uma época posterior à Reconquista Cristã.
______________________________________________________BARCA DO XAREZ DE BAIXO


Descoberta no âmbito do plano de minimizaçãode de impactos, sobre o Património Arqueológico do empreendimento do ALQUEVA .A jazida epipaleolitico da Barca do Xarez de Baixo veio a revelar-se como um dos locais mais promissores para o conhecimento das comunidades de caçadores-recolectores do Holoceno inicial em território português.
______________________________________________________


                       OURAL (Montemor o Novo)



Parque Arqueologico do Escoural
Gruta pré histórica com vestígios de pinturas e gravuras do paleolitico,classificada como Monumento Nacional.
Na fréguesia de Santiago do Escoural foi posta a descoberto uma das mais importantes grutas do país., sob o ponto de vista arqueologico.Embora se trate de uma pequena gruta, com umas escassas dezenas de metros de galeria e apenas uma sala, reveste-se de 
grande interesse, devido ao abundante espólio antropológico e arqueológico. As pinturas e gravuras que as suas paredes apresentam, reduzem-se a alguns traços a negro, dispersos pela gruta,delineando fugazes figuras de animais, a maior parte dos quais dificilmente identificáveis. (artigo de 1976-Tesouros Art.de Portugal)

A gruta do Escoural fica situada na herdade da Sala-concelho de Montemor o Novo. A sua descoberta em 1963 deveu-se à exploração de uma pedreira, tendo-se encontrado no seu interior uma necrópole datada do Neolitico Final. Mais tarde seriam detectadas as primeiras pinturas.
No exterior, na elevação acima da gruta, situa-se um Santuário Rupeste Neolitico e um pequeno povoado Calcolitico.
______________________________________________________

THOLOS DO ESCOURAL



Muito proximo da gruta do Escoural foi descoberto e escavado em 1964 um tholos, monumento funerário coletivo.
É um monumento de falsa cúpula com câmara circular de cerca de 6 metros de diâmetro, revestida com pequenas lajes verticais e corredor.
A escavação revelou pedaços de cerâmica e outros utensilios pré históricos.
______________________________________________________

MUSEU ISLÂMICO-MERTOLA





A colecção de cerãmica islâmica que foi sendo descoberta em Mértola é de longe a mais rica do país..Um outro nucleo do museu é dedicado ao periodo islâmico
Museu romano



As escavações arqueológicas puseram a descoberto o forum e um criptopórtico que suportava uma série de edifícios notáveis.


                         DESCOBERTA 
Escavações na Casa Cor de Rosa em Mertola poderão vir a revelar a existência de um imponente forum romano.
Quatro corpos e uma cabeça.À partida não parece grande coisa, mas são apenas umma das mais importantes descobertas arqueológicas dos últimos tempos no nosso paíus. Quatro corpos e uma cabeça, escavados em Mertola, descobertos na sequêcia da remodelação da Casa Cor de Rosa, deram direito a uma reportagem de várias páginas numa das  mais conceituadas revistas internacionais. Este achado poderá vir a mudar toda a  perspectiva que existia sobre Mértola no período romano, tendo em conta que se acredita que estas descobertas poderão fazer parte de um importante forum romano.
Texto Natacha Lemos (Diário do Alentejo 24 Novembro 2017)
_Ver artigo  de 29/12/2017_
___________________
MENIR DA BULHOA (REGUENGOS DE MONSARAZ)



Neste concelho encontraram-se quase centena e meia de monumentos megalíticos,sobretudo funerais, incluindo dois cromeleques e alguns menires isolados.Estes monumentos concentram-se em dois subnúcleos, um a sul e outro a leste da povoação.
Menir da Bulhoa é o mais notável menir decorado existente no país.Apesar de reduzido a caerca de metade das suas dimensões, conserva belas gravuras, entre as quais um motivo astral e umj báculo, e é percorrido por linhas ondulantes, Menir de Santa Margarida e Menir do Outeiro.
A cultura megalítica portuguesa, da qual os menires são, sem dúvida, um testemunho importante, constitui um dos mais significativos horizontes culturais da nossa pré - história.
______________________________________________________

MENIR DA MEADA
Localização-Portalegre
Descoberto em 1955 é o maior Menir da Peninsula Ibérica. Terá sido erguido no Periodo Neolitico.
Tem 4 metros de altura a partir do solo e um diametro máximo de 1,25. Pesa 15 toneladas.
É Monumento Nacional.
______________________________________________________
ANTA 2 DO OLIVAL DA PEGA 
(Reguengos Monsaraz)



Pensa-se que esta anta terá sido construida na mesma altura que a primeira, entre 3.500 e 3.000 a. C
Ainda não foi totalmente escavada mas já foi possivel dar a conhecer que esta anta foi um complexo funerário com dimensões muito generosas, onde foram encontrados restos humanos de mais de 118 individuos.
______________________________________________________
ANTA DO TAPADAO  (Também designada por Anta da Aldeia da Mata)
Localização -Alter do Chão
Localiza-se a 2km da povoação e fréguesia Aldeia da Mata.
Constitui-se em um monumento megalitico com mais de 5000 anos de idade, destaca-se pelo seu grande porte, talvez o maior no seu genero no país. Encontra-se em muito bom estado de conservação.Constituida por sete esteios de granito de grande envergadura.
Encontra-se classificada como Monumento Nacional desde 1910.
______________________________________________________

ANTA GRANDE DO ZAMBUJEIRO

É um monumento megalitico de tipo dolmen, localizado proximo de Valverde-Évora. É um dos maiores que existem na peninsula iberica. Foi construido entre 4.000 e 3.500 antes de Cristo.

Consiste numa única camara, utilizada durante o neplitico, como um local de enterro e possiveis cultos religiosos.
A câmara em forma poligonal é feita de 7 enormes pedras com 8 m de altura.
____________________________________________________
MENIR DO OUTEIRO 
(Reguengos Monsaraz)



Localmente denominado Penedo comprido. É um monumento de granito com 5,6 m de altura e 0,9 diametro médio.
A sua morfologia  foi considerada por alguns autores, escandalosamente fálica.
Os meires desta categoria têm sido interpretadios como simbolo do culto da fertilidade.

______________________________________________________


ANTA DAS PIAS (Mertola)


A anta das Pias é uma anta de corredor, podendo ver-se alguns esteios e parte da cobertura. Ainda que não se possa considerar um monumento, deve-se entender como um elemento com valor patrimonial datado na pré história.

_____________________________________________________

ARRABALDE PORTUÁRIO (Mértola)
Terras do Pulo do Lobo.
Trata-se de uma área exterior às muralhas da Vila de Mertola, que teve distintas ocupações ao longo do tempo por comunidades ligadas ao trafego mercantil.
______________________________________________________

PISÕES (Beja)

A vila romana de Pisões situa-se a 7 Km de Beja,na fréguesia de Santiago Maior.
O complexo ocupado entre os sec. 1 a.C a IV d. C.foi acidentalmente descoberto em 1967 durante alguns trabalhos agrícolas. A vila era constituida por uma habitação com mais de 40 divisões, ricamente decoradas.
A fachada sul abria para uma piscina(natatio). Era inda dotada de termas e tinta água aquecida
Na zona dos serviçais, ficavam armazens, lagares ,celeiros e areas de transformação agricola.
Ainda podemos admirar a zona das termas em bom estado de conservação,
Foi propriedade de uma familia de nome Atília e está, por enqaunto,apenas parcialmente escavada. Os mosaicos, quase todos geometricos,e as ruinas do balneário são os motivos de maior interesse desta residência de um grande proprietário rural

---------------------------------------------------------------------------------
-BUSTO INCÓGNITO DO MUSEU DE BEJA REVELA SER DE JÚLIO CÉSAR

Permaneceu incógnito, durante décadas, num recanto  expositivo do Museu Regional de Beja,um busto esculpido em mármore, da época romana, com a legenda descritiva: "Retrato masculino de um personagem desconhecido, calvo e de idade madura". Mas em Junho a sua identidade foi revelada como sendo Júlio César. O primeiro imperador romano que acabou por inspirar o nome latino da cidade de Beja-Pax Júlia.
Diário Alentejo 29/12/2017
_____________________________________________________
NOVA VIDA PARA A VILA ROMANA DE PISÕES
Reabriu ao público, no final do mês  de Setembro, a villa romana de Pisões, situadaq junto à localidade de Penedo Gordo a cerca de 6 km de Beja.
O espaço poderá agora ser visitado com e sem marcação prévia.
_Diário do Alentejo  29/12/2017

_____________________________________________________
                                                                           

CROMELEQUE DOS ALMENDRES
O significado e a função dos monumentos deste tipo não estão completamente definidos.É possível que servissem de local de reunião ou de cdulto de uma população de economia agro-pastoril que,pelo espólio encontrado, se identifica com os construtores dos monumentos dolménicos existentes na região.

 É um espetacular conjunto de 95 monólitos, alguns dos quais apresentam insculturas de cariz esquemático-geométrico ou astral. Embora permaneçam em aberto muitas questões sobre este tipo de monumentos, é possivel que as teorias que os relacionam com o culto dos astros possam ter alguns fundamentos. Escavaões recentes comprovaram que muitos dos monolitos se encontram ainda na sua posição original e que o monumentos data data de periodo entre o Neólitico e o Calcolitico.
Enquadrado por um exoberante montado, oferece uma excelente vista sobre a cidade de Évora.
Artigo de O Melhor do Alentejo (Guia Turistico)

_25/03/2015
______________________________________________
_MENIR de MAC ABRÃAO
VILA DE FRADES-Vidigueira- 

existe o Menir de Mac Abrãao

Monólito de granito de grandes dimjensões e forma subelipsoidal alongada
______________________________________________________
MENIR DE PEDRA LONGA -MONTEMOR O NOVO


- Existe o Menir da Pedra Longa e o Menir da Courela da Casa Nova ou do Guito.  O menir da Courela da Casa Nova ´´e também conhecido por menir da Courela do Guita. Enconbtra-se classificado como Monumento Nacional. Está situado na estrada que liga Montemor o Novo a Vendas Novas, nas traseiras de um monte.
______________________________________________________
NECRÓPOLE do PARDIEIRO

A necrópole do Pardieiro, integralmente escavada, é constituida por 11 sepulturas,10 das quais agrupadas e uma periférica(Beirão,1990).EStavam escavadas na rocha de base e apresentavam-se por túmulos de planta rectangular, o que permite contextualizar 


_Fica situada em S.Martinho das Amoreiras_- Odemira
______________________________________________________
MESA DO CASTELINHO

Santa Clara a Nova-Almodover
Na estação arqueológica da Mesa do Castelinho encontra-se uma Estela funerária em xisto datada da primeira idade do ferro, situada entre os Sec.VIII e V a. C.


______________________________________________________

TESOURO DO GAIO 


( No Museu de Sines)
Estas duas peças de ourivesaria arcaica, uma gargantilha e uma arrecada, fazem parte do Tesouro do Gaio, desenterrado em 1966 na herdade do mesmo nome, perto de Sines.
A morfologia e ornamentação destas joias revelam nitida influência da arte do Mediterrâneo Oriental, admitindo-se que, bem como o restante espólio, sejam procedentes da Fenícia. Integram-se no horizonte cultural da Idade do Ferro peninsular e são datáveis de meados do Séc. VII a. C.

Este tesouro encontrava-se junto de várias sepulturas em forma de cista rectangular com simples lajes de xisto.
____________________________________________________

VILA SÃO CUCUFATE

Em meados do Sec. I n.E. foi construida uma "villa" de condições e dimensões ainda muito rusticas, mas que adivinhava já a implatação ou reconstrução, de uma nova "villa", adaptada às necessidades arquitectónicas, estésticas e funcionais do SecII n.E.
Só no Sec. IV de.C. grande parte da "villa" que constituia uma miscelândia entre a 1ª e a 2ª, foi praticamente demolida, tendo apenas restado alguns alicerces.
Uma nova construção foi edificada, desta vez, apresentando estruturas de tipo palaciano, que perduraram no tempo até hoje.

______________________________________________________
POVOADO SANTA VITÓRIA (Campo Maior)
Povoado pré histórico.  Este importante povoado é de visita obrigatória. Situa-se na propriedade agricola do Vale da Preguiça, proxima de Campo Maior.
A área arqueológica tem cerca de um hectar. Esteve ocupado ao longo da primeira metade do 3º milénio a.C.
Apresenta um recinto central(acrópole), cercado por um sistema defensivo com fossos e muralhas de adobe.
Aparecem grandes contentores em cerâmica que, junto com os silos, atestam a armenagem de alimentos e de água. A existência de tecelagem comprova-se pela presença de pesos de tear e a tr ansformação do leite é deduzida pela recolha de importante numero de fragmentos de queijeiras.
O precurso da visita está sinalizado.

____________________________________________________

S.SALVADOR  DA ARAMENHA

Fica perto de Marvão. É a antiga Cidade de Ammaia .
Ammaia é um dos mais importantes vestigios da civilização romana no Norte do Alentejo e embora a area escavada seja diminuta, é possivel verificar todo o seu potencial. A cidade de Ammaia terá  sido fundada entre o final do Sec I a.c. e o inicio do Sec.I d.c.
______________________________________________________

COMPLEXO ARQUELÓGICO DOS PERDIGÕES

Localização:- Perto de Reguengos de Monsaraz

Aqui foram descobertas estátuas com mais de 4000 anos.

A Herdade dos Perdigões foi adquirida pela herdade do Esporão e quando procediam a plantação de vinha, foi quando se deu a descoberta.
______________________________________________________

RUINAS TORRE DE PALMA


Localização Vaiamonte- Monforte


É o mais impoortante vestigio arqueológico da freguesia de Vaiamonte.


É o que resta da antiga Torre de Palma. Foi uma vila romana que terá pertencido a uma poderosa familia


_____________________________________________________

ANTA-CAPELA DE NOSSA SENHORA DO LIVRAMENTO
Na estrada que liga o Escoural as Valverde, perto de S.Brissos, pode-se encontrar caiada de branco e de rodapé azul, uma anta transformada no Séc. XVII, na Capela de Nª Sª do Livramento.
Do monumento original pode-se observar a laje de cobertura e cinco esteios, perfeitamente visiveis.
______________________________________________________

ANTA DE AGUIAR ou ANTA DO ZAMBUJEIRO
Localização: Viana do Alentejo

É um monumento megalitico do tipo dolmen, situado em Aguiar-Concelho Viana do Alentejo, cujas origens remontam ao periodo neolitico.
Apesar da anta se encontrar tombada, ainda se podem observar a câmara funerária, o corredor e a laje que servia de cobertura.
Os historiadores pensam que este monumento teria um papel de culto aos mortos.
____________________________________________________

MUSEU ARTE SACRA E ARQUEOLOGIA - _

(Localização -Vila Alva)

______________________________________________________


ANTA DO CIBORRO

Localização : Mora

Este pequeno dólmen está situado no lado direito da estrada, a poucos quilómetros antes de Ciborro. Trata-se de um cume ou talvez um pequeno monte.

O solo ao redor da anta parece ser composto por pequenas pedras de granito. Tem  1,5 m de altura e está situado em terras privadas.

______________________________________________________

ANTA DE S.GERALDO

Fica muito perto de S.Geraldo-Montemor o Novo
______________________________________________________


ANTA DOS TOURAIS

(Anta da Herdade dos Tourais)

Localiza-se a cerca de 6 km de Montemor, em direcção a Évora. É visível uma elevação do lado direito.

Com câmara poligonal de seis esteios e laje de cobertura "in situ", a anta foi no Sec.XX reforçada com alvenaria.
______________________________________________________

NUCLEO MEGALITICO DE MONTARGIL

Localização -  (Ponte de Sor)
Vestigios de um passado bem remoto com cerca de 40 Antas

__
___________________________________________________
OUTEIRO DA MINA
Localização-Ferreira da Alentejo
Santuário romano descoberto em 1981. Neste pequeno mas importante recolheu-se espólio muito significativo

______________________________________________________


Monte da Chaminé

Localização: Ferreira do Alentejo

______________________________________________________

RIBEIRA DE VALE D`OURO

Localização:- Ferreira do Alentejo
Foram identificados vestigios calcoliticos, tais como crescentes, conchas, pontas de seta e vestigios romanos.

______________________________________________________


OUTEIRO DA MOURA

Localização: Fronteira
Uma peculiar necrópole de cremação romana , no concelho de Franteira
____________________________________________________________________

NOVAS DESCOBERTAS ARQUEOLÓGICAS EM MÉRTOLA
Em Agosto, dois meses após se terem iniciado as escavações arqueológicas num dos edifícios mais emblemáticos de Mértola, a Casa Cor de Rosa, localizada no centro da vila, foran encontrados, naquele espaço, achados históricos de suma importância: um conjunto escultórico que poderá remontar à  época romana, uma estrutura habitacional do Sec. XIX e 6 fossas detríticas que podem ter sido construidas no período medieval-islâmico. Do conjunto escultórico fazem parte quatro corpos e uma cabeça, em mármore. Uma destas estátuas, de grande volume, poderá ser a representação do imperador romano Augusto.

Paralelamente foram ainda descobertas mais 3 estátuas, de figuras femininas, com pormenores esculpidos muito realistas.
As estátuas descobertas foram um dos temas de repoortagem da revista "National Geographic Portugal#, na sua edição de Novembro.
Diário do Alentejo de 29/12/2017
_______________________________________________________











Sem comentários: