quarta-feira, 15 de março de 2017

MEMÓRIAS A NÃO PERDER

                                               
                              MEMÓRIAS A NÃO PERDER

                                  


Existem no Alentejo dezenas de pequenos museus etnográficos(ou núcleos de etnografia nos museus municipais), que guardam as memórias da casa tradicional, dos edifícios que desapareceram, dos instrumentos que caíram  em desuso, da vida nas aldeias e dos seus costumes. Foram feitos com tanto amor e devoção, quase sempre com recursos a peças doadas pelos habitantes, quase sempre que encontrar algum, deve visitá-lo. Mas, entre todos os que poderiam classificar-se como os mais interessantes, há três que não pode perder:
 o Museu do Chocalho, em Alcáçovas, com mais de 3000 chocalhos, cada um com o seu som, instalado na oficina do Mestre João Penetra, chocalheiro de profissão;  o Museu Etnográfico, em Serpa, com a exposição permanente "Ofícios da Terra"; e o Museu Etnográfico e Arqueológico, em Santa Clara a Nova(Almodôver) que oferece uma excepcional recriação, com figuras em tamanho natural, de cenas do quotidiano da aldeia. Estando em Santa Clara visite também o povoado da Mesa de Castelinhos e, em Almodôver, o inesperado Museu da Escrita do Sudoeste, que se crê ser a primeira exposição escrita da Peninsula Ibérica.
(artigo extraido do Livro o Melhor do Alentejo-Autor Ana Barbosa/Tur Aventur(Turismo PORTUGAL)

Sem comentários: