sexta-feira, 17 de março de 2017

BARRAGENS

                                    BARRAGENS



AQUPOLIS-PARQUE URBANO RIBEIRINHO
Após a reabilitação das duas margens do Rio Tejo, o resultado foi um amplo espaço de fazer à beira-rio, com espaços verdes e cais de recreio,zonas de relvado, caminho ribeirinho e excelentes condições para a prática de actividades desportivas. Ciclovia, campos de voleibol e futebol de praia, de râguebi, circuito de manutenção com máquinas e parque infantil, são alguns dos equipamentos disponíveis. Pode ainda alugar canoas e kayaks para um passeio no rio. Há chapéus-de-sol e espreguiçadeiras, chuveiros e estação de serviço para autocaravanas. Na margem norte, usufrua dos espaços  de restauração para uma refeição ou um lanche no fim do dia.
( artigo de :www.aquapolis. com. pt)

BACIA HIDROGRAFICA DO RIO TEJO
Barragem do Açafal -2004   Castelo Branco
Barragem da Apartadura -1993  Portalegre
Barragem do Belver-1952   Portalegre
Barragem do Cabril - 1954 Castelo Branco
Barragem da Capinha - 1981   Castelo Branco
Barragem de Corgas - 1991   Castelo Branco
Barragem da Cova do Viriato-  1992 Castelo Branco
Barragem do Covão de Ferro - 1956  Castelo Branco
Barragem do Divor-   ?    -Evora
Barragem do Fratel - 1973  Portalegre

BACIA HIDROGRAFICA DO RIO SADO
Barragem do Rio Roxo - 1967   Beja
Barragem de Rejeitados - 1990-Beja
Barragem de Odivelas - 1972 - Beja
Barragem do Monte da Rocha - 1972   Beja
Barragem do Alvito - 1977   Beja
Barragem das Águas Claras .- 1990   Beja
Barragem de Água Industrial - 1990   Beja

BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO TEJO

Barragem de Zambujo- 1994   Portalegre
Barragem de Veiros-20121  Evora
Barragem de Vale de Figueira-1955 - Évora
Barragem Vale das Bicas - 1939  Évora
Barragem da Toulica-1979   Castelo Branco
Barragem da Tabueira - 1976  Évora
Barragem de Povoa - 1928  Portalegre
Barragem de Poio- 1932  Portalegre
Barragem do Pisco - 1968   Castelo Branco
Barragem de Penha Garcia - 1979  Castelo Branco
Barragem do Penedo Redondo -1935  Castelo Branco
Barragem de Montargil - 1958  Portalegre
Barragem dos Minutos - 2003 Évora
Barragem da Meimoa  - 1985  Castelo Branco
Barragem da Marateca - 1991  Castelo Branco
Barragem do Maranhão- 1957  Portalegre
Barragem Marechal Carmona - 1947  Castelo Branco
Barragem do Gameiro - 1960  Évora
Barragem do Furadouro-  1959  Évora
Barragem da Freixeirinha  1995- Évora

BACIA HIDRÒGRAFICA DO RIO GUADIANA

Barragem da Vigia - 1981   Évora
Barragem da Tapada pequena - 1913  Beja
Barragem da Tapada Grande  - 1882  Beja
Barragem do Roucanito - 1975  Évora
Barragem de Pedrógão - 2005   Beja
Barragem de Namorada - 1996  Beja
Barragem do Monte Novo  -1982 Évora
Barragem das Mercês-  ? - Beja
Barragem de Margalha  -?  Beja
Barragem de Lucefécit  - 1982  Évora
Barragem dos Grous  -1965  Beja
Barragem dos Garfanes 1996  Beja
Barragem do Facho I  -1954   Beja
Barragem do Facho  II  1955   Beja
Barragem do Enxoé - 1998  Beja
Barragem  Cerro do Lobo - 1993  Beja
Barragem do Alqueva 2002   Beja
Barragem do Abrilongo 2000  Portalegre

BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO MIRA

Barragem de Santa Clara -1968   Beja
Barragem de Corte Brique 1993   Beja

_____________________________________________________

Fulcrais para o desenvolvimento do regadio e para o abastecimento das povoações, as barragens constituem lugares privilegiados para desfrutar da natureza, para observação da flora e da fauna ou para  a prática de desportos aquáticos.
Com o Alqueva, o Alentejo ganhou o maior lago artificial da Europa, mas muitas outras barragens se impõem como cenários idílicos para umas férias tranquilas.

Pode observar patos selvagens e outras aves aquáticas nas barragens do Caia ou do Roxo ou esquecer o resto do mundo no Maranhão e saborear a sensação de isolamento que os montes circundantes, com pinheiros e eucaliptos, provocam.



Pode banhar-se na praia fluvial de Odivelas ou da Tapada Grande, passear de barco na barragem do Alvito, fazer um piquenique em Pêgo do Altar ou pescar calmamente na extensa albufeira de Santa Clara, cujas margens alternam entre campos de trigo e densos arvoredos. Ou ouvir apenas o chilrear dos pássaros no meio do silêncio da barragem do Vale do Gaio.

Para a canoagem ou na pesca desportiva, as albufeiras alentejanas proporcionam excelentes condições para praticar desportos náuticos. Montargil é óptimo para windsfurf ou ski aquático. Divor, Vigia e Montenovo, na proximidade de Évora. justificam também o tempo que a elas consagrar.




Deixe-se cativar pelo turismo rural e repouse uns dias, apreciando os prazeres da vida simples do campo e contemplando a natureza em todo o seu esplendor nos pequenos paraísos das albufeiras alentejanas.

(de: A rota das Barragens no Alentejo(Odemira)-Guia da Cidade-Região do Alentejo 

_______________________________________________________________________________

Sem comentários: